conselho-sobre-relacionamentos

Lições sobre relacionamentos para sua filha. Ou não!

O assunto agora é conselho sobre relacionamento.

Acho que todo pai já começa a passar apuros sobre esse tema assim que descobre que terá uma filha.

Não me venham com esse papo moderno de que isso é careta, machista e blábláblá. O meu forte não é o politicamente correto e acho até engraçado entrar em parafuso, ou pelo menos entrar na brincadeira com o tema.

Obviamente ainda não estou muito preocupado com esse assunto. Ela tem só 1 aninho e tem que viver mais uns 45 anos pelo menos para que comece a se relacionar com alguém. Então tenho bastante tempo ainda.

Resolvi abordar o assunto porque li um texto esses dias do site http://www.casalsemvergonha.com.br que fala sobre isso.

O título do post é “26 lições que gostaria que minha filha aprendesse sobre relacionamentos”.

O que me motivou a escrever o texto é porque não concordo com a maioria das “lições” que eles sugeriram no texto.

Para começo de conversa sou meio contra essa onde de mensagens e “lições” com o verbo no imperativo: faça, espere, corra, diga, seja, etc.

Soa-me como se as pessoas tivessem fórmulas para resolver os problemas da vida. Ninguém tem.

Decidi então comentar algumas das lições que eles abordam.

Para facilitar deixarei as lições deles em negrito e meus comentários em itálico.

Vamos a elas:

conselho-sobre-relacionamentos

No mundo há sombra e há luz. Há o podre e o maduro. O bonito e o feio. A escolha vai ser sempre sua.
Que raios de lição é essa?

Use mais vestidos. Eles te deixam linda.
Taí uma lição sobre relacionamento fundamental para minha filha.

Nunca beije alguém que não consegue te olhar nos olhos.
Isso é poesia, não é lição.

O problema não está em quantos meninos você beija. Está na quantidade de pessoas que ficam sabendo disso.
O que? Isso é tipo: filha, faz o que você quiser, contanto que seja escondido porque senão vão falar mal.
Prefiro ensinar minha filha a não fazer algo que ela se arrependa.

Sabe aquele menino mais bonito da festa? O mais popular? Aquele que as meninas pagam um pau? Fuja dele. Alguém que só se garante pelo externo, jamais terá algo bonito internamente pra te oferecer.
Peraí, você está me dizendo que só porque o menino é bonito e popular ele não pode ter caráter?

Nunca gaste tempo com um amor mal-correspondido. Aliás, se afaste de qualquer coisa que tenha a palavra “mal” no nome.
Esse é um exemplo das mensagens atuais que não gosto. Ame sim. Gaste tempo. Invista naquilo que você realmente deseja. Se você está aqui hoje é porque a mamãe gastou um tempão até o papai entender que ela era a mulher da vida dele.

Não seja ciumenta e não aceite que sejam com você. Ciúme é coisa de gente egoísta.
Mentira! Ciúme é inerente ao ser humano. Todos nós temos ciúmes. A forma como você vai lidar com seu ciúme é que realmente vai importar.

Meninos bonitos demais atraem concorrentes demais. Seja esperta – procure pela beleza interior. (e não acredite em quem te disser que isso é bobagem)
Hipocrisia! Claro que a beleza interior é a mais importante, mas todos nós procuramos beleza exterior também. Mesmo que só nós vejamos essa beleza.
E outra coisa, só porque um menino tem muita “concorrência” não quer dizer que ele não valha a pena. Se realmente você achar que vale, prove a ele que você é a melhor de todas.

Tenha camisinha na sua bolsa. Não confie na responsabilidade masculina.
Ótimo! Agora todos os homens são irresponsáveis.
Filha, em uma relação os dois são responsáveis. Portanto, se ele não tinha camisinha e mesmo assim vocês fizeram algo a responsabilidade é sua também.

Não cultive amor por buquê de flores. Elas morreram pra enfeitar seu quarto. Ensine seus amores que se forem te presentear com flores, que elas estejam num vaso.
Afinal de contas só conseguiremos salvar a vida do planeta se os homens deixarem de ser românticos com suas amadas.

Use seu cérebro pra pensar – ele não tem esse tamanho todo à toa.
Entendeu, cabeçuda?

Confie nas pessoas até que elas te dêem motivos para deixar de confiar. Quando isso acontecer, se afaste pra sempre.
E a história de que todo mundo merece uma segunda chance? E a história de aprender a perdoar? Sempre é sempre muito tempo. Ouça seu coração e vá pelo seu sentimento.

Não volte para um amor antigo. É como um livro que você já leu e já conhece o final.
Como assim? Vai me dizer que não acontece de namorados se separarem e depois de um tempo voltarem e serem felizes?

Convide-o pra assistir um pôr-do-sol com você. Se ele não achar nada demais nisso, fuja.
Cuidado filha, às vezes ele não foi ver o pôr-do-sol com você porque estava preparando a lua para te dar.

Não peça conselhos para amigas com vidas amorosas catastróficas. Na dúvida, se tranque no quarto até encontrar as respostas.
Filha, aprenda, aprenda muito com os erros de suas amigas.

Aliás, não escute conselhos de meros mortais – inclusive os meus. Todas as respostas que você precisa estão dentro de você. Se achar difícil, desligue o iPhone e a TV que elas surgirão.
Filha, escute conselhos sim. Dos amigos, professores, parente, e principalmente dos seus pais. Ninguém jamais te amará na vida quanto seu pai e sua mãe. Mas, lembre-se: são apenas conselhos, não são respostas e nem verdades.

Esses são os principais pontos abordados que eu discordo. Não quero competir nem impor uma verdade.

Aliás, se quiserem discordar de mim, sintam-se à vontade para colocar nos comentários.

5 comentários em “Lições sobre relacionamentos para sua filha. Ou não!

  1. Por incrivel que parece, percebi o quanto vc se tornou Pai. Amei suas colorações e achei um tanto fora da realidade os textos… vc expressou muito bem o que de fato vale a pena e que precisamos das nossas experiencias e das experiencias dos outros para aprendermos e ecoluirmos. Afinal, nada acontece nessa vida por acaso.

  2. Pois é, Maharani. Temos a difícil missão de criar nossos filhos pro mundo, mas também tentar protegê-los do mesmo mundo. Exemplos, respeito, carinho e conselhos. É tudo que podemos dar aos nossos filhos.

  3. Eis que no meio a um texto dedicado aos futuros relacionamentos de sua filha, encontro na réplica da sexta lição uma linda declaração de amor!! Agora consigo entender o porquê de tanta insistência da parte de minha amiga: atrás de toda “pinta de não tô nem aí” , encontrava-se um coração sensível, apaixonante e apaixonável, que só ela conseguia enxergar!! Parabéns Tá, por sua visão biônica!! Kkkkk Bjos ao casal!!

  4. hahaha boa Gi. O fato é: quando me dei conta percebi que a presença dela em minha vida era igual cerveja. Dá para ficar longe, mas é muito mais gostoso quando está presente rsrsrs

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *