2-anos-bedico

2 anos e uma confissão

Bedico, hoje você faz 2 anos!

Esse é o primeiro texto que escrevo para você no dia do seu aniversário. O outro foi do vovô, lembra? Se não lembrar, está o texto aqui.

Além dos desejos de felicidade eu tenho uma confissão a fazer. Espero que não fique chateado, mas é algo que preciso te falar.

Quando fiquei sabendo que a mamãe estava grávida de você, fiquei muito feliz, como não poderia deixar de ser.

Quando descobri que seria um menino fiquei feliz, mas como também ficaria se fosse outra menina.

Porém, quando você nasceu, algo mudou.

Obviamente continuei feliz, nunca duvide disso. Mas, algo estava estranho, diferente e eu não estava sabendo me adaptar.

Antes de você nascer a vida estava simplesmente perfeita. O ritmo entre o papai, a mamãe e a sua irmã estava perfeito.

Conseguíamos fazer tudo que precisávamos, nos revezávamos e a Isa sempre tinha a atenção de gente.

Quando você chegou esse equilíbrio desapareceu. Muitas vezes a mamãe tinha coisas para fazer, eu tinha que cuidar de você e não conseguia brincar com sua irmã.

Eu via que ela ficava chateada. Tentava dar atenção. Você chorava e eu não sabia o que fazer.

Veja bem, eu já não era mais pai de primeira viagem e achei que tiraria de letra um segundo filho. Mas, aquela situação não estava fazendo muito bem para mim.

O universo que havia me inventado pai, somente 3 anos depois me obrigou a me reinventar como pai.

E isso foi muito difícil no princípio.

Com o tempo as coisas foram se ajeitando e eu me acostumando com a nova situação.

Hoje em dia é cansativo, não vou mentir, mas é delicioso ter vocês dois.

Como exemplo posso citar esses nossos últimos dias. Sua irmã foi viajar com a vovó e ficamos somente nós três. É muito tranquila a vida, quase que sem graça.

Talvez você se pergunte por que todo texto que falo de você eu também falo da sua irmã?

Eu te explico filho: não é simplesmente uma comparação. Você não é a Isabela, mas ela ajuda a definir que você é. Ela é parte de você.

E quer saber: não tem problema nenhum nisso. Muito pelo contrário. Sabe qual é a vantagem de ser o irmão caçula? É que não passamos nenhum dia de nossas vidas sem ter um irmão. E ter um irmão é ter alguém para compartilhar a vida.

Esses dias estava conversando  com a mamãe e pensando na principal diferença entre vocês. Falei que a Isa é apaixonante. Já você é viciante!

Sim, o meu melhor vício.

Eu necessito do seu sorriso, do seu bom humor, de brincar de lutinha com você. Jogarmos bola, brincarmos de HULK ESMAGA. De você falar: papai, faz scum dum dum (quando quer brincar de capoeira).

De você me ver mexendo no celular e termos o seguinte diálogo:

– Que tá fazendo pai?
– Jogando joguinho.
– Jogando joguinho?
– Jogando joguinho.
– É?
– É!
– Nossa!

Isso 100% das vezes. E quer saber, não é só o que você fala. É como você fala.

A mesma coisa quando perguntamos onde está algo e você de prontidão responde: SUMIU!

O seu: NÃO PAI! (Hoje mesmo acordei, te encontrei na sala e falei que hoje era seu aniversário. E você soltou o “NÃO PAI”).

Sabe filho, eu dependo disso. Não digo que para viver, mas para poder ser feliz.

E é por isso que você é meu vício.

Se eu pudesse te fazer um pedido seria: continue sempre com esse seu jeito engraçado de ser, de quem gosta de sorrir e de fazer palhaçada.

Coisas desse tipo:

E, se puder, tenta se machucar um pouco menos, tá bom? Porque para variar você está com um machucado no rosto.

2-anos-bedico

Acho que era isso que tinha para te falar.

Na verdade é muito mais, mas o que não cabe em palavras vou te demonstrando em gestos.

Desculpa se minha confissão te chatear, mas era algo que estava em meu peito e eu precisava te contar.

Foi só uma fase. Me adaptei, aprendi, e hoje eu duvido que poderia ser mais feliz.

Obrigado, meu filho, por ser quem você é.

Obrigado, meu filho, por eu ser quem eu sou.

Feliz 2 anos de vida, meu animalzinho.

O outro texto de aniversário está aqui:

1 ano

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *